FILTRE SUAS NOTÍCIAS POR DEPARTAMENTO

Painéis isotérmicos contribuem para a produtividade e eficiência energética na produção aviária

voltar
A excelência tecnológica em genética, manejo e ambiência garantiram saltos produtivos nas granjas brasileiras. Segundo dados da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), o país é o terceiro maior produtor mundial de carne de frango, com mais de 12 milhões de toneladas anuais. Diante de tamanha representatividade, o setor aviário continua buscando oportunidades de otimização de processos e de qualidade.
 
Um dos enfoques de inovação é a necessidade de isolamento térmico nos aviários e granjas, visando melhor eficiência energética e produtividade, bem como a melhora na qualidade da carne oferecida ao mercado. A temperatura ambiente adequada é apontada como um dos fatores essenciais para a boa produtividade dos aviários. Em países de clima frio, já se tem como aceita a necessidade de isolamento térmico para esses ambientes.
 
Porém, em países de clima quente, como o Brasil, a manutenção do calor no interior do ambiente não parecia ser um problema. Recentemente, foi constatado que o isolamento térmico pode representar inúmeros benefícios. Quando submetidas à grandes variações de temperatura, pode haver um aumento na taxa de mortalidade das aves. Com o intuito de reduzir esta perda, os produtores se utilizam de ventiladores ou refrigeradores, aumentando, significativamente, os custos energéticos e, consequentemente, o custo do produto final.
 
Uma solução oferecida é a construção dos aviários com o sistema construtivo isotérmico em painel sanduíche de poliuretano (poli-isocianurato). O Elastopir®, apresenta níveis de condutividade térmica baixíssimos quando comparado a isolantes convencionais: reduz em até 90% a transferência de calor entre os ambientes. “Além de leve, garante melhora na eficiência energética de ambientes que necessitam a manutenção da temperatura, promovendo economia com relação as custos energéticos e aumento da produtividade”, comenta Eliandro Barbosa Felipe, gerente de Materiais de Performance para os segmentos de Construção Civil e Industrial da BASF América do Sul. É 20 vezes mais isolante que tijolos e 80 vezes mais que o concreto. “Outra característica importante é que alcança elevados requisitos de segurança ao fogo e possui geração de fumaça significativamente menor se comparado a produtos similares. Está em conformidade com os requisitos da IT-10 do Corpo de Bombeiros e com as novas regulamentações de segurança ao fogo brasileiras, sendo um material auto extinguível e com baixa propagação de chamas”, afirma.
 
Para tornar a utilização do poliuretano ainda mais acessível, a BASF possui opções do material que podem ser aplicadas por spray, o Elastospray, ou seja, pode ser utilizado na reforma de coberturas, em construções, câmaras frigoríficas, granjas, entre outros locais que precisem de isolamento térmico, resistência a intempéries e longa vida útil. A aplicação por spray é feita de forma simples por uma máquina específica e produz um isolamento térmico tão eficiente quanto a aplicação em painéis, também promovendo até 90% de redução da transferência de calor entre os ambientes, atendendo os requisitos de segurança ao fogo previstos para sistemas de coberturas.


Fonte: Máquina cohn&wolfe

  • Imprima
    essa Notícia
  • Faça um
    Comentário
  • Envie para
    um amigo
  • Compartilhar
    o conteúdo
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Newsletter

Receba as novidades no seu e-mail.